Os 10 mitos e verdades sobre o uso de Filtro Solar


Para ver a newsletter acesse aqui

FILTRO SOLAR PREVINE O ENVELHECIMENTO?

Verdade. O envelhecimento resulta da combinação das ações dos raios ultravioletas do sol e dos fatores genéticos.

É NECESSÁRIO APLICAR FILTRO SOLAR NO ROSTO MESMO EM DIAS SEM SOL?
Verdade. Os raios ultravioletas, que causam os principais danos, alcançam a pele mesmo em dias nublados ou com chuva.

DEVO PASSAR FILTRO SOLAR NO ROSTO MESMO SE VOU FICAR SOMENTE EM AMBIENTES FECHADOS?

Verdade. As luzes fluorescentes, devido à emissão da luz visível, podem piorar as doenças que causam manchas e escurecimento da pele.

É PRECISO REAPLICAR O PRODUTO MAIS DE UMA VEZ POR DIA?
Verdade. Os filtros solares vão diminuindo seu efeito com o passar das horas. Segundo o Consenso Brasileiro de Fotoproteção, elaborado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, os produtos devem ser reaplicados a cada duas horas.

OS FILTROS NÃO TÊM PODER DE PROTEÇÃO MAIOR QUE FPS 30.
Mito. Quanto maior o valor do FPS, maior a porcentagem de proteção solar.

FILTROS EM SPRAY SÃO TÃO EFICIENTES
QUANTO OS EM FORMATO DE CREME
Verdade. A escolha do tipo de fotoprotetor deve ser baseada nas características da pele do paciente, desde que apresente FPS 30 ou maior e proteção para raios UVA ou proteção de amplo espectro.

OS FILTROS SOLARES SÃO REALMENTE À PROVA D’ÁGUA
Mito. O produto pode perder até 50% do valor da proteção ao ser exposto à água.

NÃO HÁ PROBLEMA EM PASSAR O FILTRO COM A PELE ÚMIDA
A água pode diluir o produto e diminuir o valor da sua proteção

BONÉS E CHAPÉUS COM FATOR DE PROTEÇÃO SÃO EFICIENTES
Verdade. O modelo, o tamanho da aba e o produto que os bonés e chapéus são feitos são fatores determinantes do grau de proteção oferecido.

ÓLEOS COM FATOR DE PROTEÇÃO SÃO SEGUROS
Mito. Por serem muito fáceis de aplicar, resultam em baixa efetividade porque deixa uma fina película transparente sobre a pele, com reduzido FPS.


Share:

Comments are closed.